Qual é a medida do prazer?

dorso_01

Por Náira Malze  – *Com atualizações feitas pela entrevistada
Revista.AG (A Gazeta/ES) – 27/04/2008

Esse título pode surpreender – e até chocar – muitos machos que buscam provar a masculinidade justamente pelo órgão sexual. Mas, fisiologicamente, é a única explicação para a crença de que “tamanho determina o prazer”.

Como descreve a psicóloga clínica, mestre em desenvolvimento adulto e felicidade pela USP, Angelita Scardua: na anatomia masculina, há uma proximidade entre o ânus e a próstata, separados apenas pelo períneo. A próstata é responsável por grandes níveis de prazer. Tanto é que se estimulada leva à ejaculação e ao orgasmo. Considerando que ela é a parte mais sensibilizada durante o sexo anal – teria mais sentido dizer que o tamanho do pênis tem uma dose extra de significado nas relações homossexuais já que, durante a penetração, quanto maior o pênis, mais estimulada seria a próstata e maior seria a onda de prazer.

“As sensações prazerosas, associadas ao contato do pênis com a próstata, levariam aquele que é penetrado a desejar estender esse prazer por toda a extensão do reto alcançada pelo pênis. Isso criaria uma associação psicológica (e um condicionamento fisiológico) entre o tamanho do pênis e a quantidade de prazer durante a penetração”, detalha a psicóloga, também pós-graduada em neurociências.

Prazer feminino
Já a mulher não tem, do ponto de vista estritamente fisiológico, uma vagina preparada para receber um pênis grande, embora haja uma dilatação no canal vaginal quando ela fica excitada. E mesmo durante o sexo anal – apesar do ânus feminino possuir tantas terminações nervosas quanto o masculino – os homens têm a sensibilidade nervosa aumentada devido à proximidade do ânus com a próstata, o que não ocorre com as mulheres, cujo clitóris, fonte principal do prazer feminino, se encontra bem mais distante.

Entenda a fascinação pelo órgão
O homem encara o tamanho do pênis como determinante para se sentir “macho” ou não. Essa fixação começa na infância, quando mamães e titias fazem brincadeiras com o “luluzinho” dos pimpolhos, explica a psicóloga Angelita Scardua. Isso cria a percepção de que o pênis não é só parte da anatomia, mas algo a ser celebrado. Mais tarde, ele se dá conta de que, ao ficar ereto, o órgão aumenta e ainda dá prazer. Somando tudo, a equação masculina é: ter um pênis é uma vantagem. Um pênis aumentado é mais prazer sexual.

“Além disso, trazemos uma herança biológica e cultural: nos tempos primitivos, o tamanho do pênis era ligado à capacidade de gerar filhos, um símbolo de poder, já que – como ocorre ainda hoje no ambiente selvagem – a potência do macho era associada à capacidade de transmitir os seus genes, ou seja, de reproduzir.  Logo, no imaginário primitivo – ainda ignorante quanto aos processos reprodutivos – quanto maior o pênis, maior capacidade reprodutiva. A herança afetiva dessa associação entre tamanho  do pênis e poder sexual do macho é, mesmo em nosso tempo, alimentada e reforçada no imaginário coletivo pela produção cultural. Um exemplo são os filmes pornôs e seus atores com pênis de tamanho muito acima da média. Junte-se a isso a grande cobrança social por alta performance sexual, e sua vinculação cultural com a idéia de potência e masculinidade…não é à toa que o homem tenha passado a associar tamanho com prazer e virilidade. Logo, se um homem não tem um pênis grande, ou pensa que não é grande o suficiente, fica inseguro.

*A obsessão pelo tamanho de pênis é algo tão tipicamente masculino que os gays são muito mais ligados à idéia de pênis avantajado do que as mulheres. Afinal, em última instância, gays são homens. Ou seja, a sexualidade de homens gays é, em certo sentido, regulada pelas mesmas fantasias, estereótipos, crenças e valores que caracterizam o imaginário sexual de homens hétero. E nesse sentido, na hora “H”, o tamanho do pênis é muito mais importante para os homens, gays ou não, do que é para as mulheres”.

O tamanho médio do pênis do brasileiro
No Brasil, o comprimento do pênis varia de 12cm a 16cm, média suficiente para agradar à parceira, já que as terminações nervosas ficam do lado externo da vagina ou no início da parte interna.

Sobre a fisiologia feminina
Apesar da média de comprimento do canal vaginal feminino ser de 13 cm, é o primeiro terço do canal, isto é, cerca de 04 ou 05 cm, que apresenta grande sensibilidade nervosa. No mais, diversas pesquisas científicas têm demonstrado que, em termos de resposta fisiológica, na hora da relação, a maioria das mulheres preferem um pênis com maior circunferência (mais grosso ), do que um pênis com maior comprimento. A explicação para tal fato é que os receptores sensoriais concentram-se ao redor do canal vaginal, de modo que um pênis mais grosso tende a proporcionar maior fricção e atrito, logo, maior estimulação desses receptores, o que, obviamente, gera maior prazer para a parceira.

*No aspecto físico, o comprimento do pênis masculino não proporciona mais prazer para a mulher. Anatomicamente não há nenhum ganho para o prazer feminino que esteja relacionado ao comprimento do pênis, nada na anatomia feminina é beneficiado por um pênis acima da média. Contudo, a sexualidade de uma pessoa não depende  apenas de fatores físicos , sendo  afetada também por aspectos emocionais e culturais. Muito do que uma pessoa sente como sendo atraente ou prazeroso no sexo relaciona-se às crenças e fantasias que ela alimenta. Resumindo: se uma mulher acredita que um pênis grande pode proporcionar mais prazer, é possível que o tamanho do pênis seja realmente importante para a vida sexual dela. Mas, psicologicamente falando, essa crença precisa ser autêntica, precisa estar sedimentada num nível inconsciente. Não basta uma mulher querer parecer moderna, liberal, fogosa, etc., e apenas reproduzir um discurso que ela pensa ser “legal”, do tipo – “adoro pênis grande!”.  Porque se essa preferência não for verdadeira, o emocional (o inconsciente) não terá força suficiente para minimizar os efeitos sentidos pelo corpo físico. E o corpo feminino, visto apenas pelo aspecto físico, não se beneficia de um pênis grande.

Anúncios

2 Respostas to “Qual é a medida do prazer?”

  1. Jornal dos Bichos Says:

    Sei de muitas mulheres que preferem o tamanho G, apesar de tecnicamente isso não influir no prazer, mas tem aquilo da fantasia.

  2. luis marques Says:

    gotava de ter o meu penis grande com 30cm


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: