Médicos e Psicólogos Estudam Relação Entre Corpo, Mente e Doenças

*Por Giovana Girardi

Em seus 84 anos de vida, Maria José Vasconcelos mal se lembra das poucas vezes em que ficou doente. O mérito pela boa saúde ela entrega a Deus, mas suspeita de que a forma como encara o mundo deve ajudar. “Estou sempre assim, rindo, feliz. Comigo não tem tempo ruim”, diz, entre uma gargalhada e outra. “Acho que por isso também estou sempre saudável.” Essa filosofia de vida, dona Cotinha –como é conhecida pelos amigos da periferia de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, onde mora– transmite às pessoas que atende como benzedeira. Para ela, a melhor bênção é aprender a encarar as dificuldades do mundo com serenidade: “Ficar choramingando não adianta nada”. Encarada com algum grau de ceticismo, a receita de vida saudável de dona Cotinha desandaria em algo próximo da crendice ou do misticismo –não fosse a ciência ter enfiado a colher nesse caldo. Continue lendo »

Anúncios