Como a Internet Facilita a Intimidade

Caso você não esteja visualizando as legendas em português no vídeo faça o seguinte: vá na barra – logo abaixo da imagem – onde está escrito “view subtitles” e clique; depois role a barra à direita para baixo e clique em “portuguese”, o de cima que é o do Brasil.

No vídeo acima pode-se ouvir Stefana Broadbent falando sobre as mudanças provocadas nas relações humanas com o advento das mídias digitais.  A palestrante é cientista social no Departamento de Antropologia Digital da University College em Londres, onde pesquisa processos cognitivos. Há décadas ela observa pessoas interagindo com recursos tecnológicos, seja em casa ou em locais de trabalho, para tentar mapear a forma como elas utilizam essas novas ferramentas no cotidiano. Por exemplo: interessa à Stefana se uma pessoa prefere usar o telefone para falar com a mãe, e mais para enviar torpedos ao marido. Ou, se na presença de colegas de trabalho costuma-se enviar tweets para os amigos, etc. Na visão da pesquisadora, o mecanismo que escolhemos para nos comunicar com os outros está relacionado à como percebemos nossas relações afetivas. Em seus estudos, Stefana tem feito descobertas surpreendentes, como o fato de que parte considerável das pessoas atualmente escreve com maior frequência para os amigos do que fala com eles pessoalmente. Descobertas como essa podem criar entre nós o receio de que troca de mensagens via email, MSN, Facebook, Twitter, etc., estejam estragando a intimidade humana. A pesquisa de Stefana Broadbent, contudo, mostra como a tecnologia de comunicação é capaz de cultivar relacionamentos mais profundos e trazer amor, independentemente de barreiras como distância e políticas corporativas

A tradução da palestra do inglês para o português foi feita por Jorge Vacarini Jr, com revisão de Rafael Eufrasio.

Assista outras palestras do TED em português, clicando AQUI

Anúncios

A Escola Mata a Criatividade?

Caso você não esteja visualizando as legendas em português no vídeo, faça o seguinte: vá na barra – logo abaixo da imagem – onde está escrito “view subtitles” e clique; depois role a barra à direita para baixo e clique em “portuguese”, o de cima que é o do Brasil

No vídeo acima, Sir Ken Robinson defende a criação de um sistema educacional que estimule a criatividade. Na visão do palestrante, o modelo tradicional de ensino tende a enfraquecer as potencialidades criativas do estudante.

De maneira divertida, Robinson leva a audiência a refletir sobre uma questão em especial: Porque não somos capazes de extrair o melhor das pessoas? Na visão do especialista em criatividade, a educação que recebemos nos prepara para sermos bons trabalhadores mas não pensadores criativos. Assim, estudantes inquietos e curiosos tendem a ser ignorados e, muitas vezes, estigmatizados pela escola, o que gera terríveis consequências para o desenvolvimento pessoal.

Sir Ken Robinson tem sido visto como um visionário e líder cultural que nos anos de 1998 levou o governo britânico a repensar o papel da criatividade no sistema educacional e na economia. Em 2003, Robinson foi ordenado Cavaleiro, recebendo o título de “Sir”. Seu último trabalho é o livro The Element: How Finding Your Passion Changes Everything, de 2009, ainda não lançado no Brasil.

A tradução da palestra do inglês para o português foi feita por Renan Botelho, com revisão de Belucio Haibara.

Assista outras palestras do TED em português, clicando AQUI